Secretaria de saúde age para prevenir e combater casos de dengue

Secretaria de saúde age para prevenir e combater casos de dengue

Na tarde da última quarta-feira, 19, foi realizado um encontro na Secretaria de Saúde com todos os médicos e enfermeiros da rede básica de saúde do município, inclusive com a presença da Administração do Hospital Santa Rosa de Lima, para tratar exclusivamente da Dengue.

A equipe da Vigilância Epidemiológica fez todas as orientações em relação às necessidades de notificações, de como notificar, e quais são os laboratórios de apoio do estado.

A Vigilância Ambiental mostrou os números dos últimos 10 anos, com indicadores de períodos e bairros de maior incidência.

“Fizemos um debate com toda a equipe técnica das vigilâncias ambiental e epidemiológica, Secretaria de Saúde no sentido de fortalecer as ações de prevenção”, comentou o Secretário de Saúde Ricardo Minosso.

“O foco principal foi alinhar os cuidados aos pacientes com sintomas para que possamos agir de forma imediata quando um paciente tiver com sintomas em qualquer bairro da cidade. Além dos cuidados clínicos, ressaltamos importância da notificação para que possa agir com os agentes de endemias e comunitários no bloqueio e monitoramento das casas da região onde houver algum caso suspeito”, acrescentou o secretário.

𝗔𝗰̧𝗼̃𝗲𝘀 𝗶𝗻𝘁𝗲𝗻𝘀𝗶𝗳𝗶𝗰𝗮𝗱𝗮𝘀

A Prefeitura de Serra Negra também tem promovido ações que levem à redução de focos criadouros do mosquito aedes aegypti, transmissor de dengue, febre do zika vírus, febre chikungunya e febre amarela.

Desde o início da primavera 2022, operações cata-bagulho (arrastão da limpeza) foram realizadas em áreas urbanas e de extensão urbana da cidade. Simultaneamente, profissionais de saúde percorreram residências vistoriando imóveis e orientando moradores sobre cuidados necessários.

Também houve a aquisição de um minigerador aerossol, que aumenta a eficiência, reduzindo o desgaste dos servidores durante procedimento de nebulização de larvicida biológicos.

Conhecendo as estatísticas, que apontam para a incidência maior de casos de dengue a partir do mês de abril, durante março de 2023 a equipe de Vigilância Ambiental intensificou as visitas dos agentes de saúde casa a casa por toda a cidade, especialmente em áreas consideradas de risco por já terem sido detectados casos, larvas ou mosquitos. Somente no mês passado foram analisadas 1.862 amostras, das quais 681 positivas para aedes aegypti.

Até o final de abril, a vigilância dará continuidade às avaliações de densidade larvária em toda a cidade.

Compartilhe!

Robertão Chapa Quente

• Diretor do Jornal Digital do Brasil • TV DIGITAL • Apresentador do Programa Chapa Quente

Related articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.