PT quer criar imposto até para os mortos ?

PT quer criar imposto até para os mortos ?

Projeto de lei de Edinho Silva (PT), prefeito de Araraquara (SP), muda as regras dos cemitérios municipais com cobrança similar à do IPTU

Projeto de lei de Edinho Silva (PT), prefeito de Araraquara (SP), cria ‘IPTU dos mortos’

REPRODUÇÃO/PEXELS

Se algum dia você já disse que só depois de morto não pagará impostos, melhor pensar duas vezes antes de repetir a frase. Isso porque, por mais que pareça piada, o petista Edinho Silva, prefeito de Araraquara, conseguiu aprovar na Câmara Municipal um projeto de lei de sua autoria que cria uma espécie de “IPTU dos mortos”.

Em primeiro turno, os vereadores acataram a vontade do prefeito – que não deixa nem mesmo os mortos descansarem em paz – e, caso o projeto seja aprovado em mais uma rodada de votações, uma taxa anual será cobrada por sepultura.

O cálculo vai ser baseado na metragem quadrada de cada túmulo, assim como é definida a cobrança do IPTU para imóveis residenciais e comerciais. O imposto começará a ser cobrado em um dos cemitérios mais conhecidos da cidade, o São Bento, mas não se sabe se posteriormente a cobrança se estenderá a outros locais.

Em março, Edinho Silva afirmou ao vivo, pelas redes sociais, que não haveria nenhuma cobrança nos cemitérios da cidade. Porém, como negar exatamente o que vai fazer é algo característico do PT, nenhuma novidade até aqui.

Aliás, a incoerência é a marca registrada do partido, basta lembrarmos que Edinho Silva ficou conhecido em todo o país depois que a GCM (Guarda Civil Municipal) imobilizou, algemou e prendeu uma mulher que estava sem máscara, sozinha, em uma praça pública da cidade. Sobre o caso, o prefeito afirmou, em nota oficial, que as ações da GCM “tinham por objetivo defender a vida”.

A Justiça, porém, determinou que a prefeitura indenizasse a mulher detida em cerca de R$ 10 mil. Em um trecho da decisão, o juiz Guilherme Stamillo Santarelli Zuliane afirmou: “Fato é, e importante mencionar, que a requerente estava sozinha em local aberto, livre de aglomeração ou qualquer tipo de situação que fosse potencialmente prejudicial à saúde pública, o que reforça a desnecessidade de uma atuação tão radical”.

Resta saber quem arcará com o “IPTU dos mortos” e o que acontecerá caso algum falecido fique inadimplente. Seria ele “despejado” de sua “morada eterna” ou os demais membros da família ficariam impossibilitados de descansar em paz caso não pagassem rigorosamente em dia? É o PT contra a paz e a tranquilidade…

FONTE – https://lifestyle.r7.com/patricia-lages/analise-pt-quer-criar-imposto-ate-para-os-mortos-30052022

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.