Saúde da Prefeitura de Nova Odessa promove ‘mutirão’ do Novembro Azul neste sábado de manhã

Saúde da Prefeitura de Nova Odessa promove ‘mutirão’ do Novembro Azul neste sábado de manhã

Saúde da Prefeitura de Nova Odessa promove ‘mutirão’ do Novembro Azul neste sábado de manhã

Por

Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Odessa/SP

A programação da Campanha Novembro Azul, de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata, tem novas ações preparadas pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Nova Odessa. Neste sábado, dia 27 de novembro, das 8h às 12h, três médicos urologistas atenderão a população masculina no Ambulatório de Especialidades da Avenida João Pessoa, para consultas e agendamentos de exames. Também haverá orientações sobre o planejamento familiar – que, no caso dos homens, passa pela realização de vasectomias.

“Precisamos acabar com os tabus para melhorar a qualidade de vida dos homens. O exame periódico é muito importante para esse público, porque o câncer de próstata é o segundo que mais afeta os homens, 29%, só perde para o de pele, mas tem 90% de chance de cura se diagnostica no início. Os homens com maior risco são os negros, obesos e com antecedentes nas famílias. Mas não é uma sentença de morte. Ou seja, o grande problema é mesmo o tabu em torno dos exames necessários para a prevenção e detecção precoce da doença”, comentou o secretário municipal de Saúde, Silvio Corsini.

Além disso, será montada no Ambulatório de Especialidades uma sala para a vacinação contra a Covid-19, especialmente para atender algum homem adulto ou idoso que eventualmente ainda tenham doses da vacina em atraso. Estão sendo vacinados com a terceira dose (ou “D3”), os moradores com 18 anos ou mais que tenham tomado a segunda dose (“D2”) há cinco meses (152 dias) ou mais.

Também seguem sendo aplicadas a “D1” em adolescentes e adultos que eventualmente ainda não tenham iniciado o esquema vacinal, bem como a “D2” nos intervalos atualmente vigentes para cada fabricante. É imprescindível levar documentação pessoal e comprovante de endereço, bem como a caderneta de vacinação para quem vai tomar a “D2” e a “D3”.

CONVERSA

Com o objetivo de alcançar o maior número possível de pessoas, a Secretaria de Saúde realiza uma segunda edição do “Conversa de Boteco” nesta sexta-feira (26/11), às 15h, desta vez no “Bar do Tiãozinho” (Rua Brasília, nº 215, esquina com a Rua Cuiabá, no Jardim São Jorge). A ação será realizada com os enfermeiros Carlos Roberto Barsone e André Barros.

O médico urologista José Lourenço recomenda aos homens a partir de 45 anos, mesmo que não apresentem sintomas, consultar anualmente um urologista para fazer o e exame físico, conhecido como toque retal, além do PSA, exame de sangue que detecta alterações do antígeno prostático específico, ambos utilizados para rastrear o câncer de próstata. Na Rede Municipal, o homem deve procurar a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de casa para agendar atendimento.

O Movimento Novembro Azul teve origem em 2003, na Austrália, e com o passar dos anos se espalhou para vários países, chegando ao Brasil em 2008, por meio do Instituto Lado a Lado pela Vida em conjunto com a Sociedade Brasileira de Urologia. Um dos objetivos dessa campanha é quebrar os tabus em torno do diagnóstico do câncer de próstata, que envolve o toque retal, um exame que os homens ainda relutam em realizar em função do preconceito.

No entanto, motivos não faltam para que a população masculina coloque os cuidados com a saúde acima dessas barreiras:

•         O câncer de próstata é o segundo mais frequente entre os homens após tumores de pelo do tipo não melanoma.

•         A cada sete minutos, um câncer de próstata é diagnosticado.

•         A cada 40 minutos, ocorre um óbito pela doença.

•         25% dos portadores de câncer de próstata morrem devido à doença.

•         20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados em estágios avançados.

•         Quando os sintomas começam a aparecer, 95% dos casos já estão em fase adiantada.

•         É possível diagnosticar a doença precocemente.

•         Com diagnóstico precoce as chances de cura são de 90%.

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *