Alesp Preserva mostra aos paulistas a atuação do Legislativo no meio ambiente, afirmam parlamentares

Alesp Preserva mostra aos paulistas a atuação do Legislativo no meio ambiente, afirmam parlamentares


Deputados e deputadas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo repercutiram o programa Alesp Preserva, lançado nesta quinta-feira (18/11). Os parlamentares elogiaram a iniciativa, que prevê ações para neutralizar a emissão de carbono, reduzir o consumo de água e papel, e investir na produção de energia solar, favorecendo a economia dos recursos públicos.

Para cumprir as metas estabelecidas, o programa Alesp Preserva pretende plantar 20 mil árvores para neutralizar a emissão de carbono dos anos de 2020, 2021 e 2022; implantar um sistema de utilização de água da chuva; instalar painéis fotovoltaicos para a geração de energia solar no Palácio 9 de Julho; e eliminar o uso do papel em sua sede até 2022.

Na opinião da deputada Dra. Damaris Moura (PSDB), a qual esteve presente na cerimônia de lançamento do programa, as ações adotadas pela Alesp são didáticas, além de incentivar e mostrar ao povo de São Paulo que a sua Casa de Leis está engajada nas questões ambientais.

“Agora, a Assembleia está participando dos esforços que estão sendo feitos mundialmente a respeito da preservação do meio ambiente. A COP-26 foi um chamamento e uma provocação a todos. Foi um prazer estar presente no lançamento do programa hoje”, disse a parlamentar.

No mesmo sentido, a deputada Marina Helou (Rede), vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e coordenadora da Frente Parlamentar Ambientalista pela Defesa das Águas e do Saneamento, disse estar muito feliz com a adoção do novo programa ambiental da Casa. Mas, pondera que esse deve ser apenas o primeiro passo a ser dado.

“É muito importante termos dado esse passo como instituição, mas tem que ser o primeiro passo. Agora, precisamos garantir que todos os deputados sigam com essa conscientização da importância e urgência do tema, para voltarmos nossa produção legislativa às necessidades ambientais e climáticas”, afirmou.

Já o deputado Teonilio Barba (PT), celebrou o novo programa da Assembleia e destacou que preservar o meio ambiente é necessário para garantir o bem-estar das próximas gerações. “O fim do uso do papel, o reaproveitamento do uso da água da chuva, o plantio de árvores. Tudo isso é muito importante e é necessário que a Alesp pense assim porque o meio ambiente é uma questão de futuro para a humanidade”, disse.

Por fim, o deputado Conte Lopes (PP) destacou que preservar a natureza também é função do Legislativo Paulista. “Temos que cuidar do meio ambiente. O nosso Poder Legislativo também tem que estar trabalhando contra os problemas que já estão aí, como o aquecimento global, então é uma iniciativa muito importante”, falou.

Todas essas ações serão responsáveis por uma economia de recursos públicos. Atualmente, a Alesp gasta mais de R$ 1,5 milhão por ano com energia elétrica. Com a energia solar, a expectativa é reduzir esse custo em até 90%.

Infoco Web

Infoco Web

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *