Em crise, SsangYong pode ser vendida a startup de carros elétricos

Em crise, SsangYong pode ser vendida a startup de carros elétricos


source
SsangYong está em 'stand-by' no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações
Divulgação

SsangYong está em ‘stand-by’ no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações

A SsangYong enfrenta graves problemas financeiros e pode ser vendida para uma startup e veículos elétricos para não falir. Segundo o site Nikkei Asia, a fabricante sul-coreana pode ser negociada com a Edison Motors em uma venda na faixa de US$ 260 milhões.

Fundada em 2015, a Edison Motors tem interesse na linha de produção da SsangYong, em Pyeongtaek (Coreia do Sul). O objetivo é produzir carros elétricos de passeio com foco na exportação para todo o continente.

A SsangYong foi fundada em 1954 como uma das maiores fabricantes de automóveis da Coreia do Sul. Durante sua trajetória, passou pelas mãos da Daewoo Motors, SAIC e o grupo indiano Mahindra. 

SsangYong no Brasil

A SsangYong chegou ao Brasil em 2005, apostando em crossovers e picapes – mas teve uma passagem discreta. Em 2015, o Grupo Districar, representante oficial da fabricante coreana, anunciou falência e o fim das importações.

Leia Também

A marca coreana voltou em 2017, dessa vez pelas mãos da Venko Motors. A mesma empresa era encarregada das importações da Chery, antes do grupo chinês entrar oficialmente no Brasil sem um representante intermediário.

Neste momento, a marca se encontra em ‘stand-by’, aguardando melhores condições de câmbio para decidir se importará novos veículos ao Brasil. O site se encontra fora do ar e as redes sociais não são atualizadas desde junho de 2020.

Durante sua última passagem, a SsangYong vendeu os SUVs Tivoli, XLV e Korando, além da picape Actyon Sports. 

Fonte: IG CARROS

Infoco Web

Infoco Web

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *