Antes de ser morta pelos próprios amigos, jovem enviou áudio para a mãe; ouça

Antes de ser morta pelos próprios amigos, jovem enviou áudio para a mãe; ouça

A jovem Ariane de Oliveira, de 18 anos, foi encontrada sem vida, em Goiânia, no dia 31 de agosto.

A jovem, que estava desaparecida há vários dias, teria enviado uma mensagem à mãe, momentos antes, avisando que iria sair para lanchar com uns amigos. Na mensagem de áudio enviada, Ariane falava que amigos iam buscá-la a casa e que eles tinham se oferecido para pagar o lanche, e que ela não iria perder este convite.

“As meninas me chamaram para comer lá no Jaó. Vão pagar a ‘broca’ hoje, e eu estou indo. Elas vão me buscar de carro hoje, mãe. Aí eu vou, né? Vai pagar a comida, me buscar de carro e me deixar em casa, sou besta?”, contou Ariane à mãe.

Os amigos então buscaram Ariane em casa e no caminho a enforcaram e a esfaquearam até a morte. Depois, levaram o corpo até uma zona de mata, onde o abandonaram.

O corpo de Adriana foi encontrado em estado avançado de decomposição sete dias após o desaparecimento. Os três suspeitos do homicídio são Jeferson Cavalcante Rodrigues, de 22 anos, Raíssa Nunes Borges, de 19, Enzo Jacomini Carneiro Matos, de 18, e uma adolescente de 16 anos cuja identidade não foi revelada.

A motivação do crime seria porque os jovens queriam saber se eram psicopatas. Eles teriam escolhido Ariane a dedo para ser morta, pois, segundo eles, o fato da jovem ser pequena ajudaria na locomoção do corpo. 

A adolescente de 16 anos se arrependeu do crime e enviou uma mensagem à mãe de Ariane, o que resultou na prisão dos suspeitos.

Deixe o Seu Comentário

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *