Idoso perde quase R$ 4 mil em golpe do falso boleto em Conchal – veja dicas para não cair neste golpe

Idoso perde quase R$ 4 mil em golpe do falso boleto em Conchal – veja dicas para não cair neste golpe

Um homem de 71 anos de idade, morador do município de Conchal (SP), foi mais uma vítima de golpe praticado por criminosos que se utilizam da inocência alheia através de aplicativos de internet.

Segundo informações, o idoso teria recebido uma mensagem via WhatsApp de uma pessoa que parecia ser sua filha que, lhe pedia dinheiro emprestado para quitar uma dívida.

Acreditando que estava de fato, conversando com sua filha, a vítima pediu para que lhe enviasse o boleto que o mesmo efetuaria o pagamento.

O golpista enviou o documento e a vítima pagou um boleto no valor de R$ 3.780,00.

Mais tarde, ao fazer contato com a filha, o homem de 71 anos descobriu ter se tratado de um golpe

Dicas para se precaver

No caso da vítima de Conchal, bastava ele fazer uma ligação, se possível, por vídeo chamada, para ter certeza de que estava conversando com a sua filha mesmo.

Essa é uma prática realizada por criminosos que fazem cópias de documentos de cobrança como se fossem verdadeiros para que o pagamento da vítima caia na conta bancária do bandido.

 De acordo com dados da FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), durante a pandemia, esse tipo de golpe cresceu 45% no país. E o perigo se torna ainda maior porque os fraudadores estão cada vez mais detalhistas e aprimorando as fraudes mais comuns.

A boa notícia é que existem maneiras de se prevenir, e é sobre elas que vamos falar neste artigo. Continue a leitura e descubra alguns dos sinais que indicam o golpe do boleto falso e saiba como não se tornar uma vítima desse tipo de armadilha. Vamos lá?

É boleto falso? Saiba como identificar

O golpe do boleto falso está cada vez mais sofisticado, mas há alguns indícios que ajudam a identificá-lo antes que você se torne uma vítima deste tipo de cilada. Entre eles, estão:

1 – Código de barras duvidoso

É possível identificar algumas características peculiares nos boletos falsos que podem ser verificadas por quem está em dúvida se o documento é ou não verdadeiro.

Comece conferindo se os últimos dígitos do código de barras correspondem ao valor a ser pago. Caso sejam diferentes, o boleto não é verdadeiro. E se a cobrança for uma conta recorrente, como a de energia elétrica, água, mensalidade escolar e afins, duvide de qualquer alteração.

Verifique, ainda, se os primeiros dígitos do código de barras coincidem com o código do banco emissor. O código da Caixa Econômica Federal, por exemplo, é 104. É possível consultar a numeração de todas as instituições bancárias no site da FEBRABAN.

2 – Beneficiário desconhecido

Outro cuidado importante para averiguar a veracidade do boleto é sempre verificar o nome da pessoa ou empresa que receberá o pagamento. Se for uma empresa, consulte a reputação dela no portal Reclame Aqui.

Também é recomendado verificar se o CNPJ da emissora é real no aplicativo da Receita Federal para smartphone e nas listas constantemente divulgadas pelo Procon (Departamento Estadual de Defesa do Consumidor).

3 – Impossibilidade de leitura do código de barras

Outra característica comum do boleto falso é a impossibilidade de leitura do seu código de barras. Boletos adulterados geralmente possuem leitura incompatível, obrigando o destinatário a digitar manualmente a sua numeração.

Por isso, é recomendado tentar lê-lo com a câmera do celular ao invés de digitar e sempre redobrar a atenção quando encontrar essa dificuldade.

4 – Boleto recebido pelos Correios

Como o golpe do boleto falso tem sido cada vez mais frequente, o mais indicado é dar prioridade para pagar o documento emitido direto no site da instituição, já que vias físicas têm mais chances de ter sido adulteradas.

Existem alguns casos em que os golpistas sequestram as correspondências e adulteram os dados bancários. Neste tipo de situação, a melhor saída para evitar cair no golpe do boleto falso é solicitar à instituição correta para que o valor seja debitado automaticamente da sua conta bancária.

Outras dicas para evitar cair no golpe do boleto falso

Além de verificar estes sinais característicos que alertam para o risco de o boleto ser falso, há outras iniciativas que você pode adotar para se proteger:7

Emita o boleto diretamente no site da empresa

Muitas vezes as empresas não enviam boletos por e-mail. Então, caso receba, verifique no site da companhia se existem pendências em seu nome. Se realmente houver, emita um novo boleto diretamente no site.

Não imprima boletos

Com a sofisticação das fraudes, existe até mesmo um vírus associado ao golpe do boleto falso: o bolware. Este vírus, caso esteja instalado no seu computador, tem a capacidade de alterar o valor e o destinatário do seu boleto.

Ele atua no momento em que você abre o documento para imprimir. Por isso, prefira ler o boleto diretamente no computador e tenha sempre um programa antivírus instalado e atualizado em seus dispositivos.

Fique atento aos dados e erros de português

Em alguns casos, o boleto falso pode apresentar alguns erros que em uma primeira leitura tendem a passar despercebidos.

Então, cheque com atenção os seus dados pessoais – como o CPF e nome completo -, e também veja se há erros ortográficos, muito comuns em comunicações criadas por criminosos.

Evite usar redes Wi-Fi públicas

Outro cuidado que pode proteger você, deste e de outros golpes é evitar conectar o seu aparelho a redes públicas de Wi-Fi, especialmente para fazer o download do boleto e sua conta bancária.

 Criminosos mais experientes são capazes de interceptar o acesso em muitas destas redes e de adulterar o documento sem que você perceba.

FONTE . F5 CONCHAL

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *