Brasileiro morre pisoteado por touro nos EUA e gera comoção

Brasileiro morre pisoteado por touro nos EUA e gera comoção

Amadeu Campos da Silva tinha 22 anos e estava no país disputando um circuito de rodeios. Ele era tido como uma das promessas da categoria

Jovem estava há dois anos nos EUA competindo em torneio de peões profissionais. Ele montava desde os 15 anos de idade -  (crédito: Reprodução/Facebook)

Jovem estava há dois anos nos EUA competindo em torneio de peões profissionais. Ele montava desde os 15 anos de idade – (crédito: Reprodução/Facebook)e youtube Super Touros

Os fãs de rodeio profissional estão de luto em todo o Brasil nesta segunda-feira (30/8). O brasileiro Amadeu Campos da Silva, 22 anos, morreu após ser pisoteado por um touro durante o Professional Bull Riders (PBR) — campeonato de peões profissionais na Califórnia, Estados Unidos. Segundo a organização do evento, ele foi transportado para um hospital ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

Andrew Giangola, porta-voz do torneio, contou ao site USA Today que o competidor caiu quando completou 5,3 segundos de prova. “Quando ele caiu, sua espora se enroscou e o virou de cabeça para baixo bem sob a perna de trás do touro. É um acidente realmente estranho e trágico”, declarou.

Segundo ele não houve agressão. A espora do cavaleiro ficou presa quando ele caiu e o movimento de resistência do touro “em um padrão normal” jogou o atleta para baixo do animal. É a primeira vez que um cavaleiro brasileiro morre na competição. Há dois anos, o peão Mason Lowe também morreu pisoteado por um touro em um evento do torneio. O acidente foi em 2019 na cidade de Denver.

Carreira e homenagens

Amadeu competia na Velocity Tour, segunda categoria mais importante do PBR, e montava desde os 15 anos. Era considerado uma das promessas do esporte, no qual os brasileiros se destacam há alguns anos. O brasileiro voltava de uma contusão recente, quando precisou operar os dois ombros e passou oito meses sem competir, mas mantinha o bom desempenho.

Em um comunicado enviado à imprensa local, a organização do PBR lamentou a perda do jovem. “Amadeu lutou muito e foi uma estrela em ascensão em nosso esporte”, diz o texto. “Estamos de coração partido por sua família e amigos. Toda a PBR e a família do esporte ocidental estendem nossos pensamentos, orações e sinceras condolências”, finaliza a nota.

Nas redes sociais, amigos e colegas de rodeio fizeram homenagens e prestaram solidariedade à família. “Um anjo que se foi mora com Deus menino fantástico. Como diz seu Pai Flavio Campos Silva (Jaru) Amadeu Menino Bom”, escreveu o também peão João Ricardo Vieira. A família de Amadeu prefere não se manifestar por enquanto. Os pais moravam com ele nos Estados Unidos desde que o jovem começou a competir no país.

FONTE . CORREIO BRASILIENSE

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *