Representante de instituição defende prioridade de vacinação a pessoas com síndrome de Down

Representante de instituição defende prioridade de vacinação a pessoas com síndrome de Down


Em entrevista ao Jornal da Rede Alesp nesta segunda-feira (3/5), o advogado Antonio Carlos Sestaro, atual presidente da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down (FBASD), defendeu a inclusão de pessoas com síndrome de Down na fila prioritária para a vacinação contra a Covid-19.

Ele justificou a necessidade de maior celeridade na vacinação do grupo por se tratarem de pessoas com sistemas imunológicos mais sensíveis. “Elas não conseguem responder de forma rápida a infecções”, afirmou. Segundo ele, há cerca de 270 mil pessoas nessa situação no Brasil.

De acordo com um estudo publicado pelo periódico EClinical Medicine, as chances de adultos com síndrome de Down morrerem da Covid-19 é três vezes maior do que a da população em geral. Os dados foram colhidos em pacientes da América Latina, dos Estados Unidos, da Europa e da Índia.

A síndrome de Down é uma doença genética que compromete o desenvolvimento do corpo e do cérebro, podendo levar a alteração nas células imunes e na resposta dos anticorpos.

O presidente da FBASD lembrou ainda que pessoas com a síndrome são acometidas pelo envelhecimento precoce devido a uma característica genética. “Uma pessoa de 40 anos com Down representaria uma pessoa de 70 anos sem a síndrome”, disse.

Perguntado sobre o número de casos do novo coronavírus em pessoas com a síndrome, o advogado lamentou a falta de um balanço para apurar os dados da incidência. “Tivemos diversas reuniões com o Ministério da Saúde neste sentido, espero que eles façam esse levantamento”, afirmou.

Infoco Web

Infoco Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *