Omar confirma votação de todos os pedidos de informação nesta quinta

Omar confirma votação de todos os pedidos de informação nesta quinta


O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), confirmou que o colegiado deve votar ainda nesta quinta-feira (29) todos os requerimentos de informação apresentados pelos senadores. A comissão já recebeu mais de 300 pedidos de convocação, convite e informações sugeridos pelos parlamentares.

— Vou suspender a reunião por meia hora e depois vamos ver requerimento por requerimento. Tem aqui vários pedidos de informação. Estou pedindo meia hora para a gente sistematizar e votar. Vamos dar transparência a tudo — disse Aziz.

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), criticou a possibilidade de votação de todos os requerimentos. Ele lembrou que alguns pedidos de informação apresentados por parlamentares foram produzidos por assessores da Presidência da República com o objetivo de “tirar o foco da investigação”.

— São muitos requerimentos. Tem que ver inclusive se vai apreciar também os que vieram do Palácio do Planalto. Não podemos aprovar requerimento para tirar o foco da investigação que estamos fazendo. O que sei é que, pelo tempo que estou nesta Casa, essa coisa de tropa de choque vir aqui para defender coisas indefensáveis do governo… Isso não vai passar — disse Renan Calheiros.

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) rebateu. Para ele, o foco da CPI da Pandemia “não pode ser dado” pelo relator da comissão.

— O relator deve respeitar o Senado Federal. Essa não pode ser a CPI do ódio e do direcionamento. Não sei qual é o medo que o relator tem das informações que virão a partir dos requerimentos. Qual é o medo? — questionou Marcos Rogério.

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Rogério Carvalho (PT-SE) defenderam a votação dos requerimentos de informação apenas na próxima terça-feira (4), durante uma reunião administrativa da CPI. Para eles, os parlamentares teriam mais tempo para analisar os pedidos.

— Há de se seguir ordem lógica mínima dos trabalhos. Não há como o requerimento de um senador deixar de ser apreciado. Claro que será apreciado e votado. Mas faço um apelo para que a gente possa ter um foco mais claro e fazer essa tramitação de uma forma tranquila — disse Alessandro Vieira.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) lembrou, entretanto, que o presidente da comissão havia assumido o compromisso de votar todos os requerimentos nesta quinta-feira — inclusive aqueles produzidos pela Presidência da República. Ele criticou a tentativa do relator, senador Renan Calheiros, de tentar adiar a apreciação.

— Vamos votar se forem assinados por um senador. O senhor (Renan Calheiros) não vai impedir de votar nenhum requerimento. Eu sei quais são os requerimentos que o senhor não quer, senador — afirmou Ciro Nogueira.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Infoco Web

Infoco Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *