Há nove anos, Corinthians conquistava empate heroico em estreia na Libertadores-2012

Há nove anos, Corinthians conquistava empate heroico em estreia na Libertadores-2012


O Corinthians dava o primeiro passo no torneio que delimitaria uma das maiores temporadas da sua história há exatos nove anos. No dia 15 de fevereiro de 2012, o Timão iniciou a trajetória que valeu a conquista da inédita Copa Libertadores da América, e de forma invicta. Essa história teve início na cidade de San Cristóbal, na Venezuela, no empate sofrido com o Deportivo Táchira (VEN) por 1 a 1.

O Corinthians iniciava a sua décima participação em uma edição da Libertadores em busca do sonho da conquista inédita do título sul-americano. No sorteio, o Timão caiu no grupo 6, com o próprio Deportivo Táchira (VEN), o Cruz Azul (MEX) e o Nacional (PAR).

Atual campeão brasileiro na época, por ter conquistado o penta em 2011, o Alvinegro teve pouco mais de um mês para se preparar para a estreia. A equipe titular do Corinthians colocada em campo pelo técnico Tite teve: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fabio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Emerson, Liédson e Jorge Henrique.

O objetivo era começar bem, mesmo jogando fora de casa, para afastar qualquer tipo de pressão para a equipe durante a competição. Mas o primeiro tempo foi difícil. Aos 21 minutos, o Deportivo Táchira abriu o placar: Chicão tentou cortar após cobrança de lateral, a bola bateu no atacante Herrera e enganou Júlio César.

Antes do intervalo, o Corinthians buscou o empate. Danilo chegou a acertar a bola no travessão com uma cabeçada e Emerson chutou com perigo para defesa do goleiro adversário. Mas o Timão foi para os vestiários perdendo por 1 a 0. Na etapa final, Tite fez três substituições durante o segundo tempo, tirando todo o ataque formado por Emerson, Liedson e Jorge Henrique para a entrada de Alex, Elton e Willian.

Aos 22, Leandro Castan roubou uma bola no ataque, Elton passou para Paulinho, que mandou em profundidade para o zagueiro, livre dentro da área. O camisa 4 tentou a finalização, mas foi travado pelo zagueiro, e o chute saiu moscado para defesa do goleiro do time venezuelano.  Buscando incessantemente o empate, o Corinthians passou a usar de todas as armas. As principais eram os chutes de fora da área. Quando Paulinho tentou, o goleiro espalmou. Já a tentativa de Alex foi por cima do gol.

O tempo foi passando, e a esperança do gol salvador cada vez mais diminuía. Mas enquanto o jogo não acabasse, a luta continuaria até o último segundo. E foi no último minuto do duelo que o Timão chegou ao empate. Do lado esquerdo, Alex cobrou falta para a área. A bola chegou em Ralf, que cabeceou a redonda para as redes do Deportivo Táchira, igualando o placar nos acréscimos, aos 48 minutos.

O empate no último lance do jogo foi visto como uma vitória. Foi o momento de iniciar uma trajetória que ainda teria vários capítulos até que o Timão alcançasse o topo do futebol sul-americano sem perder um jogo sequer, escrevendo a história no clube e na competição.

Infoco Web

Infoco Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *