Empresário embriagado mata mãe e filho em batida de carro em Piracicaba, SP

Empresário embriagado mata mãe e filho em batida de carro em Piracicaba, SP

Homem de 36 anos foi indiciado por homicídio culposo e delegado pediu prisão preventiva.

Mãe e filho morreram em acidente provocado por um empresário embriagado que trafegava em alta velocidade na Avenida Armando Salles de Oliveira, na região central de Piracicaba (SP), na madrugada deste domingo (23). O homem de 36 anos foi indiciado por homicídio culposo e foi preso em flagrante.

As vítimas, Vilmar Alves Moura, de 52 anos, e Gabriel Moura, de 26 anos, estavam em um Fiat Uno que era conduzido pelo marido da vítima, Renê Aparecido Moura, de 52 anos, que ficou ferido na batida. O Samu foi acionado, mas mãe e filho morreram no local. O motorista do Uno foi encaminhado ao Hospital dos Fornecedores de Cana. O estado de saúde não foi informado.

De acordo com o registro da ocorrência, o Uno foi atingido pelo Toyota Corolla dirigido por Marcelo Miranda Jonas, que teria tentado fugir do local, mas acabou contido por testemunhas.

O bafômetro realizado pelo empresário apontou 0,79 mg de álcool por litro de ar – de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista flagrado com concentração igual ou superior a 0,3 mg de álcool por litro de ar é enquadrado em crime de trânsito (artigo 306). No caso do acidente provocar morte (homicídio culposo), a previsão é de pena de 5 a 8 anos de prisão.

Ainda segundo as informações de policiais militares que atenderam a ocorrência, Marcelo estava na companhia de um outro homem. Não há detalhes se ele teria se ferido na batida.

Após o registro da ocorrência, delegado responsável pediu a prisão preventiva do empresário, que deve passar por audiência de custódia ainda neste domingo. Jonas não apresentou advogado no registro da ocorrência. Os corpos de Vilmar e Gabriel serão sepultados no Cemitério da Vila Rezende, em Piracicaba, às 16h. (Com informações do G1 Piracicaba e região e EPTV)

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *