Procurado por roubos violentos a sítios da região é capturado pela Polícia Civil em Piracicaba

Procurado por roubos violentos a sítios da região é capturado pela Polícia Civil em Piracicaba

Homem é suspeito de diversos roubos na região, em ações violentas, e foi condenado a 18 anos de prisão por latrocínio. Em um dos crimes, mulher entrou em trabalho de parto ao presenciar agressões ao marido dela e morreu após ter o bebê.

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Piracicaba (SP) prenderam, na madrugada desta quinta-feira (14), um procurado da Justiça por latrocínio. Segundo a polícia, o homem ainda é suspeito de praticar diversos roubos a sítios e de maquinários na região.

O suspeito foi encontrado quando trafegava pela Rodovia Cornélio Pires. Policiais da DIG e Dise esperavam para interceptar o veículo em que ele estava, mas ao notar a movimentação das viaturas, ele fugiu em alta velocidade. O criminoso desceu do veículo e se escondeu na caçamba de um caminhão, atrás de um posto de combustíveis, mas foi encontrado pelos policiais e preso em flagrante.

Segundo a polícia, o suspeito confessou um roubo realizado há 10 dias na cidade de Tietê (SP), em que furtou um trator. Durante esse roubo, uma mulher que estava grávida ficou tão nervosa por ver o marido sendo agredido pelos criminosos que acabou entrando em trabalho de parto. Ela não resistiu e morreu, sendo possível salvar apenas o bebê.

O indiciado ainda indicou um sítio na cidade de Porto Feliz (SP), onde estava escondido o trator roubado. O comprador da máquina foi preso em flagrante pelo crime de receptação. Já o procurado foi conduzido à sede da DIG/Dise Piracicaba, onde ficou preso à disposição da Justiça.

Maquinário roubado é encontrado em pela Dise e Dig Piracicaba — Foto: Divulgação/ Dig e Dise Piracicaba

Ações violentas

Segundo a Polícia Civil, o indiciado é conhecido pela violência com que trata as vítimas, assim como os demais membros de sua quadrilha.

Além das agressões ao marido da mulher grávida, que acabou morrendo, ele foi condenado a 18 anos de prisão pelo roubo a um sítio em que ele submeteu um idoso à tortura. A vítima morreu em seguida pelas agressões cometidas pelo criminoso.

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *