Onça-parda é resgatada com rapel a 10 metros

Onça-parda é resgatada com rapel a 10 metros

Corpo de Bombeiros e Associação Mata Ciliar de Jundiaí (SP) realizaram a soltura da suçuarana em área segura; mais de mil animais já foram capturados em 2020 na região.

Por Gabriela Brumatti, Terra da Gente

Na última quarta-feira (08/03) uma onça-parda (Puma concolor) foi resgatada após uma operação envolvendo a Associação Mata Ciliar de Jundiaí e o Corpo de Bombeiros de Limeira. O animal estava em cima de uma árvore de mais de dez metros de altura, em um viveiro de plantas da cidade. Os bombeiros tiveram que utilizar até um rapel para tirá-lo do local em segurança.

“A onça foi acuada por cães e reage como um gato quando fica ameaçada. A primeira coisa que faz é subir em árvores”, explica a coordenadora de fauna da Associação Mata Ciliar Cristina Harumi Adania. O proprietário do local, Edilson Giacon, confessou: “É um animal muito dócil e todo mundo queria protegê-lo. A onça subiu na árvore mais alta e eu estava pensando até em fechar o viveiro para ela ir embora em segurança”.

Foi focando nisso que os profissionais tentaram afugentar o animal para que voltasse para o seu habitat, mas ele não cedeu aos esforços da equipe e, por conta da altura onde estava, foi necessário anestesiá-lo. Um dardo é lançado com uma força de propulsão muito grande e a agulha é do tamanho ideal para que não machuque o animal, é como se fosse uma injeção— Cristina Harumi Adania (Associação Mata Ciliar).

Com o tranquilizante, o receio principal da equipe era de que o animal caísse de uma altura tão grande. Por isso, foi estendida uma lona ao redor da árvore. Por sorte, ele não caiu e ficou pendurado nos galhos de forma que os bombeiros puderam subir na árvore, amarrar cordas embaixo das patas do felino e o desceram, como em um rapel.

A onça-parda ainda passou por exames clínicos que comprovaram que o animal era um macho adulto, saudável e que já tinha o seu território demarcado naquela região. Também foram colhidas amostras de sangue para estudo. O chamado de resgate do animal, que começou por volta das 10h, foi finalizado apenas às 20h com a devolução da onça à natureza, em uma área isolada e segura.

Até o final do mês de março de 2020 mais de mil animais já tinham sido resgatados pela Associação Mata Ciliar de Jundiaí, mas esta foi a primeira onça-parda do ano

“A suçuarana (como é o nome indígena dessa espécie) é um animal que, por sobrevivência, teve que se adaptar a viver em áreas modificadas pelo homem. Hoje ela tem um papel muito importante no controle da população de capivaras”, ressalta a coordenadora de fauna da Associação Mata Ciliar.

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *