GOVERNO DE SÃO PAULO ESTUDA A REABERTURA DOS COMÉRCIOS GRADATIVAMENTE COM RESTRIÇÕES . O GOVERNADOR DÓRIS DEVE FALAR NESSA QUARTA FEIRA .

GOVERNO DE SÃO PAULO ESTUDA A REABERTURA DOS COMÉRCIOS GRADATIVAMENTE COM RESTRIÇÕES . O GOVERNADOR DÓRIS DEVE FALAR NESSA QUARTA FEIRA .

O Governo do Estado de São Paulo estuda fazer a reabertura gradual e com restrições dos comércios em todo os 645 municípios do Estado a partir do dia 10 de maio.

Possivelmente antes, alguns ramos em específicos já devem ser anunciados para atuar ainda que de forma impositiva.

O governador de São Paulo, João Dória, junto a sua equipe de governo, está elaborando no momento como realizar a reabertura gradual de forma estratégica e escalonada adotando diversas restrições para não causar grandes movimentações de pessoas e assim continuar contendo a disseminação do coronavírus.

Ainda de acordo com o Governo, para a liberação gradual, é preciso ainda fazer uma analise do avanço do vírus no momento, principalmente sobre a subida da curva de casos.

“Vai depender do aumento ou não da disseminação do vírus, as análises estão sendo feitas”, segundo o governador.

A reabertura gradual será feita também de acordo com os números e o avanço da doença em cada cidade ou região, sendo assim, os municípios que tiverem menos casos e mais estrutura de combate a doença, devem em princípio, ainda sob adoção de várias outras medidas, caminhar para abrir ao poucos.

Mas ainda, para o início de qualquer medida a ser tomada no momento, vai depender também da capacidade de testes e e de tratamento das pessoas nos hospitais.

Será, segundo o Governo, em princípio, mesmo que gradual, uma tentativa de reinício das atividades econômicas, e partir daí, as liberações poderão ou não ser aumentadas, dependendo da evolução da contaminação do vírus.

“Se observarmos que a reabertura gradual do comércio não estiver interferindo na disseminação do coronavírus, será um passo a ser seguido, caso haja um aumento da contaminação, teremos que reavaliar as medidas”, de acordo com o governador.

Ainda segundo o Governo, a partir de agora, cada medida a ser tomada para o sim ou para o não, vai depender especificamente da proteção a saúde que cada indivíduo irá adotar para o não avanço da doença.

Significa que se as pessoas conseguirem aplicar de forma correta e rígida as ações individuais para não levar a doença adiante ou não se contaminar, o comércio irá retomar suas atividades mais rapidamente.

A coletiva com as informações sobre as possibilidades, será nesta quarta-feira às 12h30 com transmissão vivo no Palácio dos Bandeirantes.

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *