Mais de um milhão de família serão incluídas no programa após liberação de crédito extraordinário do governo federal.

Por Thiago Marcolin – AgênciadoRádio

O Bolsa Família deve bater recorde de beneficiários no próximo mês. O programa, criado em 2004, terá a inclusão de 1,2 milhão de novas famílias em abril graças ao crédito extraordinário de mais de R$ 3,4 bilhões aberto pelo governo federal, e que será distribuído para quatro ministérios: Cidadania; Defesa; Relações Exteriores; e Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. 

A medida faz parte do pacote para enfrentamento da Covid-19. Do total do montante, pouco mais de R$ 3 bilhões são destinados ao Bolsa Família. Com isso, o programa passará a atender mais de 14 milhões e 290 mil famílias em todo o país, o que totaliza cerca de 57 milhões de brasileiros.

O Bolsa Família atua em três frentes: acesso a direitos, como educação, saúde e assistência social; complemento de renda e articulação com outras ações para garantir o desenvolvimento das famílias beneficiárias. 

Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o crédito extraordinário aberto pelo governo federal ampliará em quase 12% a proteção às famílias nordestinas.

“Na região Nordeste, por exemplo, nós elevamos de 106,9 que era a cobertura em fevereiro, para 111,9, ou seja, nós temos quase 12% a mais protegendo as famílias nordestinas do que aquilo que é o cálculo da pobreza e da extrema pobreza no Nordeste brasileiro”.

O Bolsa Família atende quem vive em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e pobreza, com entre R$ 89 e R$ 178 por mês. 

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *