Cadela grávida dá à luz logo após ser abandonada pelo dono em SP; vídeo

Cadela grávida dá à luz logo após ser abandonada pelo dono em SP; vídeo

Polícia Civil busca autor do crime.

Cadela grávida é abandonada horas antes de dar à luz a seis filhotes em Santos Uma cadela grávida foi abandonada em Santos, no litoral de São Paulo, horas antes de dar à luz a seis filhotes.

Um vídeo, obtido pelo G1 nesta quinta-feira (13), mostra o momento em que a cachorra, logo após ser deixada na calçada, corre atrás do carro que a teria abandonado.

A veterinária que está acompanhando o caso e cuidando do animal disse que mãe e filhotes passam bem. A cadela foi abandonada na Rua República do Equador, no bairro Ponta da Praia, em plena luz do dia.

Nas imagens, é possível ver quando um carro preto sai e é seguido pela cachorra que foi deixada na calçada com uma coberta e uma pote de ração.

O motorista vira a esquina e a cadela fica no local. Cadela foi abandonada com filhotes em Santos (SP) Arquivo Pessoal Protetores chegaram ao animal após o vídeo ser compartilhado nas redes sociais.

A veterinária Flávia Vallejo explica que, quando a equipe de uma ONG chegou ao local, a cachorra estava parindo os filhotes. “Ninguém sabia que a cachorra estava prenha.

Quando o pessoal chegou para fazer o resgate, ela estava no terreno parindo os filhotes.

A moça colocou ela dentro do carro e voltou para pegar a manta, onde tinha outro filhotinho enrolado.

São seis filhotes”, explica. Após o resgate, a cadela recebeu o nome de Estrela e foi adotada pela protetora que a tirou do terreno.

A veterinária afirma que mãe e filhotes estão bem, não aparentam nenhum tipo de doença, e que até alguns filhotes já foram adotados também. Estrela e os seis filhotes foram abrigados na casa de uma protetora em Santos (SP) após abandono Arquivo Pessoal Abandono de animais é considerado crime de maus-tratos, previsto na Lei de Crimes Ambientais, e um boletim de ocorrência foi registrado contra o antigo tutor.

O vídeo (assista acima) poderá ajudar a polícia a chegar até o autor do crime. “Não podemos julgar, temos que penalizar criminalmente mas, também, precisamos acolher essas pessoas pois maus-tratos tem muita relação com traumas pessoais.

Eu acho que se não acolhermos, não provocarmos essa empatia, vamos somente castigar a pessoa e ela não vai mudar”, finalizou a veterinária. Vídeo mostra carro preto que teria abandonado cachorra em Santos (SP) Reprodução

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *