Banhistas são atacados por piranhas em prainha do Rio Tietê no interior de SP

Cinco novas vítimas atacadas em Pereira Barreto (SP) na quarta-feira (1º). Funcionários da prefeitura vêm alertando turistas e pescadores sobre os riscos.

Cinco banhistas foram atacados por piranhas na prainha do Rio Tietê em Pereira Barreto (SP), na quarta-feira (1º). Os ataques aconteceram às margens do rio e acredita-se que a principal causa seja o consumo de alimentos, que atraem os peixes.

Durante o feriado, cinco pessoas foram atacadas. Duas foram atendidas pela equipe de apoio da prefeitura que fica ao lado da prainha. As outras três pessoas foram levadas para o hospital da cidade até o fim da tarde.

Segundo a prefeitura, existe a intenção de iniciar estudos com biólogos da região e também com os pesquisadores do curso de biologia da Unesp de Ilha Solteira (SP) para tentar entender o comportamento destes animais e se há algum desequilíbrio ecológico.

O biólogo Murilo Queiroz acredita que o consumo de alimento às margens do rio pode atrair os animais. Além disso, segundo ele, é preciso identificar qual espécie está no local e se foi introduzida na região, o que torna a situação favorável por não haver predadores e, consequentemente, maior proliferação.

Funcionários da prefeitura seguem realizando orientações aos turistas e pescadores do local afim de evitar novos ataques. Também foram instaladas duas placas em pontos próximos à margem alertando os banhistas.

A prefeitura havia se comprometido a colocar faixas alertando a população, principalmente com o aumento de visitantes devido às festas de fim de ano e início do verão.

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *