Motorista de aplicativo joga mulher para fora de carro após discussão

Motorista de aplicativo joga mulher para fora de carro após discussão

Mulher bateu a cabeça na calçada e desmaiou. Vítima foi atendida e passa bem.

Uma mulher foi empurrada para fora do veículo de um motorista por aplicativo e desmaiou ao bater com a cabeça na calçada na madrugada desta sexta-feira (29) em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com a vítima, as compras da família estavam no porta-malas e foram levadas.

O caso aconteceu na Avenida Ana Costa com a Avenida Presidente Wilson, por volta de 1h. A família havia acabado de fazer compras em lojas no Gonzaga e chamou um motorista pelo aplicativo de corridas para levá-las de volta para casa.

A aposentada Elizabete Andrade Bamonde, de 51 anos, contou que no início da corrida, o motorista não apresentava irritação. “Conversamos com ele normalmente, pedimos para ele abrir o porta-malas e colocamos as compras. Entramos no carro e minha neta foi a última a entrar, na porta de trás”, relata.

De acordo com a aposentada, o motorista acelerou o carro antes da neta fechar a porta. “Eu falei: ‘Nossa, que moço doido, né?’ e ele ouviu. Nisso, ele ficou muito estressado, dizendo que o carro estava cheio, brigando com a gente”, conta.

Elizabete contou que, no carro, eram seis passageiras, contando uma criança de colo e três adolescentes. “Elas são muito magrinhas, foram atrás sem problemas. Tinha uma bebê no colo”, relata.

A discussão, de acordo com a vítima, aumentou. “Ele estava muito alterado, dizendo que eu pagaria a multa que ele tomasse. Eu disse que pagaria, mas não queria discussão”. Para evitar confusão, ela conta que decidiu pedir para sair do carro e chamar outro pelo aplicativo, enquanto as familiares seguiriam viagem. “Elas estavam com medo de ficar no carro com ele e desceram comigo”.

Ao procurar dinheiro na bolsa para pagar a viagem, sentada no banco do passageiro com a porta aberta, o motorista acelerou o carro e jogou para a esquerda, arremessando a aposentada na calçada. “Eu caí e bati a cabeça. Tudo apagou, não lembro de mais nada”, relata. “Fiquei sabendo que minha filha de 15 anos, ao me ver caída, desmaiou e bateu a cabeça também”.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e fizeram o atendimento. As duas foram encaminhadas à Casa de Saúde de Santos.

As compras, avaliada pela vítima em R$ 500, ficaram no porta-malas do veículo. As sacolas continham roupas, presentes de Natal e compras domésticas da família. Um boletim de ocorrência foi registrado no 7º DP de Santos como lesão corporal, omissão de socorro e furto.

Em nota, a 99 lamentou o ocorrido e informou que mobilizou uma equipe para apurar a situação e que está disponível para colaborar com as investigações da polícia. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa do aplicativo de corridas, o motorista já foi identificado e bloqueado da plataforma.

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *