TJSP sedia o I Fórum de Governança e Gestão de Pessoas do Poder Judiciário

TJSP sedia o I Fórum de Governança e Gestão de Pessoas do Poder Judiciário

Desenvolvimento de talentos e competências é o foco.

 

        O I Fórum de Governança e Gestão de Pessoas do Poder Judiciário teve início hoje (24) no auditório do Gade MMDC, prédio que abriga gabinetes do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), na Capital. A abertura e a palestra inaugural foram acompanhadas por cerca de 200 pessoas, entre magistrados e servidores de tribunais estaduais, federais, militares, eleitorais e do Trabalho de todo o Brasil. O objetivo é disseminar as melhores práticas de desenvolvimento de talentos e competências, além de estimular a inovação e a criatividade em prol da eficiência.

        A abertura do evento ficou a cargo do presidente do TJSP, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças. “Quero saudar os presentes e aqueles que vão nos orientar e trazer seus ensinamentos na área de gestão de pessoas. Um excelente aproveitamento e bom trabalho a todos”, congratulou. O desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin, presidente Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), também proferiu suas considerações iniciais. “Um evento como esse revela a nossa preocupação com a evolução das Forças de Estado, por meios técnicos e recursos possíveis que propiciem uma série de possibilidades de melhoria em gestão de pessoas.” Também se manifestou a desembargadora Rilma Aparecida Hemetério, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2). “Grata satisfação e grande prazer em participar deste fórum com inovações que podem parecer assustadoras para nós, do tempo da Justiça romântica. Entretanto, temos de enfrentar as novidades com destemor e é para isso que estamos aqui.”

        Coube a Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), a missão de fazer a palestra inaugural, com o tema: “Governança e Gestão de Pessoas pela ótica do TCU”. Em sua fala, abordou a relação da consolidação da nação brasileira com a gestão de pessoas para, então, expor uma visão macro sobre como utilizar as ferramentas de governança pública para reduzir custos e alavancar produtividade e a competitividade. “O fundamental é dialogar com as pessoas, ouvir todos os escalões, para tomar decisões. Com base nisso, estamos fazendo um projeto para melhorar o Brasil a partir da transversabilidade entre estados, municípios e União. E a visão é como podemos aperfeiçoar a partir da riqueza maior, que é o Tribunal de Justiça de São Paulo, com as cortes de toda parte e com o capital intelectual humano.”

        Também compuseram a mesa de abertura do I Fórum de Governança e Gestão de Pessoas do Poder Judiciário o coordenador do Comitê Gestor Local de Gestão de Pessoas do TJSP, desembargador Álvaro Torres Junior; o presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJM-SP), juiz Paulo Prazak; a juíza federal Luciana Ortiz Tavares Costa Zanoni, representando a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3); o vice-presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais (TJM-MG), juiz Rubio Paulino Coelho. Prestigiaram a inauguração do evento o diretor da Escola Paulista da Magistratura (EPM), desembargador Francisco Eduardo Loureiro; os integrantes do Comitê Gestor Local de Gestão de Pessoas do TJSP, desembargadores Antonio Mário de Castro Figliolia, Carlos Eduardo Pachi, Claudia Grieco Tabosa Pessoa e Flávio Abramovici; os juízes Carlos Alexandre Böttcher e Carolina Martins Clemencio Duprat Cardoso; e as secretarias Elisa Mitsiko Matsuse, de Orçamento e Finanças, Simone Bento, de Primeira Instância, Patrícia Maria Landi da Silva Bastos, de Gestão de Pessoas, e Suliene Calefe dos Santos Chiconelli,  da Judiciária do TJSP.

        O fórum, que termina na tarde de amanhã (25), terá, no total, 13 apresentações, entre palestras, mesas de debates e apresentação de melhores práticas. A organização é uma parceria do TJSP com o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3), Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), Tribunal Regional do Trabalho 2ª Região (TRT 2) e Tribunal de Justiça Militar de São Paulo.

 

        Comunicação Social – AL (Texto) / PS (foto)

        [email protected]

Fonte: TJ SP
Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *