PlayStation 5 será o console mais rápido do mundo? Sony acredita que sim

PlayStation 5 será o console mais rápido do mundo? Sony acredita que sim
source

Olhar Digital

PS5 arrow-options
Reprodução/LetsGoDigital

Sony promete que o PlayStation 5 será o console mais rápido do mundo


A Sony incluiu na descrição de uma vaga de emprego para Gerente Sênior de Engenharia de Nuvem, que o candidato bem sucedido seria “um dos líderes de uma equipe de elite que está super empolgada para lançar o próximo console mais rápido do mundo ( PlayStation 5 ) em 2020″. 

Essa é uma afirmação polêmica para se fazer sobre um videogame que ainda nem foi lançado. Não é possível saber se quem escreveu a descrição viu as especificações do Xbox Scarlett e sabe que o PS5 será melhor, ou se ela está apenas muito empolgada.

Leia também: Como será o PlayStation 5? Imagens vazadas revelam design

Enquanto isso, grande parte do PlayStation 5 permanece envolto em mistério. Apesar de termos visto uma renderização ou outra vazada e, até mesmo, fotos do kit e seu suposto preço, talvez a informação mais sólida que poderia indicar que este será o console mais rápido do mundo tenha vindo do líder de arquitetura do PlayStation 4 , Mark Cerny. 

Em abril, Cerny revelou que o novo console contará com uma unidade SSD , uma tecnologia de armazenamento considerada a evolução do disco rígido , que é muito mais capaz de carregar dados e  reduzir a quantidade de tempo de carregamento de tela.

Para demonstrar, Cerny colocou uma cena de “Homem-Aranha” rodando em um PlayStation 4 Pro e em um kit de desenvolvimento do PlayStation 5 . O PlayStation 4 levou 15 segundos para carregar, enquanto a máquina de última geração a colocou em funcionamento em apenas 0,8 segundos.

Leia também: Bastidores: Atari mostra os detalhes do desenvolvimento de seu novo console

Contudo, do mesmo modo, a Microsoft anunciou, durante a E3, que o novo Xbox teria um tempo de carregamento de tela extremamente menor. Segundo ela, seu console de última geração ostentaria resolução e taxas de quadros que “nunca vimos antes”, além de RAM GDDR6, 120 quadros por segundo, rastreamento de 8k e baixo tempo de carregamento.

Nesse ponto, as duas empresas são culpadas de simplesmente jogar um monte de especificações e não provar, realmente, suas promessas. Agora, com pouco mais de um ano até a próximo geração chegar, esperamos ver provas mais concretas dessas especificações.

Aline Marquês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *