Netflix pode cancelar contas de pessoas que compartilham senha

Netflix pode cancelar contas de pessoas que compartilham senha

Netflix admitiu que monitora contas que têm senhas possivelmente compartilhadas com pessoas que não moram na mesma casa. Em uma entrevista para investidores realizada semana passada, o diretor de produtos Greg Peters disse que não há planos para divulgar no momento, mas garantiu que a empresa está “monitorando [usuários que compartilham o login], analisando a situação e vendo maneiras amigáveis ao consumidor para aparar as arestas do problema”.

Segundo levantamento da empresa de pesquisa de mercado Magid, cerca de 9% dos usuários dividem a conta com amigos e familiares. Além disso, o índice de compartilhamento de senhas aumenta entre os usuários mais jovens. A Netflix permite a criação de diferentes perfis em uma mesma conta contanto que todos morem na mesma casa.

Netflix está buscando formas de combater o compartilhamento de senhas do serviço — Foto: Raissa Delphim/TechTudo

O uso de um mesmo login múltiplas vezes é visto como um entrave para o crescimento da base de assinantes da plataforma. Um levantamento da empresa de pesquisa de mercado Magid indica que 9% dos usuários compartilham a conta com amigos e familiares. Além disso, 35% dos usuários da geração millennial divulgam sua senha para amigos usarem o serviço sem assiná-lo devidamente. O número é menor conforme aumenta a idade do dono da conta.

A estimativa é que o compartilhamento de login seja equivalente a US$ 155 milhões em valor de assinatura. A dificuldade de combater o problema está na forma de diferenciar quando um novo login é realizado pelo dono da conta em um dispositivo ou localidade diferente ou quando é feito por um amigo que pegou a senha emprestada. A empresa investiga, portanto, uma maneira de rastrear contas fraudulentas sem interferir no uso legítimo da assinatura.

Atualmente, a Netflix permite criar vários perfis em uma mesma conta, desde que eles sejam usados por pessoas que residam no mesmo lugar. A única limitação existente tem a ver com a quantidade de telas com reprodução simultânea, conforme o plano: uma por vez no plano Básico, que custa R$ 21,90; duas simultaneamente no Padrão, pelo preço de R$ 32,90; e até quatro ao mesmo tempo no Premium, que tem mensalidade de R$ 45,90.

Via IndependentDaily Mail e Netflix

João Paulo Ferreira Alves

Profissional cursando o 7º semestre de Ciência da Computação na UNIFAJ (Centro Universitário de Jaguariúna). Trabalha desde 2013 na área de suporte técnico com a marca JP InfoCenter, e em 2019 ingressou também no desenvolvimento de websites e aplicativos Android. WhatsApp: (19)99632-4693 | E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *