Justiça de Santos pronuncia proprietário e seguranças de casa de shows acusados de homicídio

Justiça de Santos pronuncia proprietário e seguranças de casa de shows acusados de homicídio

Vítima foi violentamente agredida após discussão.

 

        O juiz Alexandre Betini, da Vara do Júri de Santos, decidiu que três seguranças e um empresário acusados pela morte de um jovem após briga em casa de shows serão submetidos a julgamento pelo Tribunal do Júri. A sentença de pronúncia foi proferida hoje (17).

        Segundo a denúncia, a vítima estava com amigos no estabelecimento e acabou discutindo com seguranças após questionar valores cobrados na comanda. O jovem permaneceu internado por 22 dias, mas acabou falecendo em decorrência dos ferimentos. Os quatro acusados serão julgados por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

        Ao decidir, o magistrado afirmou que “todos os argumentos e provas foram analisados ao longo da sentença e restaram indicados e consignados no corpo da decisão, não havendo nenhuma obscuridade, ambiguidade, contradição ou omissão na fundamentação que possa acarretar a alteração do julgamento que admitiu a submissão dos réus ao julgamento popular”.

        Cabe recurso da sentença.

        Processo nº 1522236.05-2018.8.26.0562

 

        Comunicação Social TJSP – LP (texto) / AC (foto)

        [email protected]

Fonte: TJ SP
Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *