Bauru promove oficina sobre atendimento à mulher em situação de violência

Bauru promove oficina sobre atendimento à mulher em situação de violência

Evento busca soluções para atendimento mais eficaz.

 

        A Comarca de Bauru promoveu, na última quarta-feira (9), o evento “Oficina de Estudos e Formação: Faces do Atendimento à Mulher em Situação de Violência”, promovido pelo Anexo de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, em parceria com o Ministério Público Federal e o Conselho Municipal de Políticas para as Mulheres.

        O objetivo do encontro foi, a partir de um processo interativo de conhecimento, análise e pesquisa, encontrar soluções que contribuíssem para um atendimento mais eficaz e coeso às mulheres em situação de violência doméstica ou familiar. Após a conclusão dos grupos de debates setorizados, será dirigida uma carta de intenções para autoridades locais e estaduais buscando o aperfeiçoamento desta ferramenta para as mulheres, assim como sua prevenção.

        Participaram do evento 120 pessoas, dentre os quais a juíza coordenadora do Anexo de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Bauru, Daniele Mendes de Melo, que agradeceu o empenho de todos para o sucesso do encontro. “Quando trabalhamos coletivamente, podemos acreditar que uma ideia não permanecerá apenas no campo dos sonhos, mas será concretizada. Somente o trabalho em rede retirará a mulher da situação de vítima para conduzi-la à condição de sujeito de direitos.”

        Também estiveram presentes o procurador da República Pedro Antônio de Oliveira Machado; a presidente do Conselho Municipal de Políticas para as Mulheres de Bauru, Marizabel Moreno Ghirardello; a presidente da Subseção de Bauru da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcia Regina Negrisoli Fernandez Polettini; as delegadas da Delegacia da Mulher de Bauru Priscila Bianchini e Alexandra Ramos Nogueira; as professoras Celia Maria Retz Godoy dos Santos e Tamara de Souza Brandão Guaraldo (FAAC/Unesp) e Alessandra de Andrade Lopes (FC/Unesp), responsáveis pela organização; Silvia Regina Rodrigues, representando o grupo ‘OAB por Elas’; o tenente-coronel PM Ézio Carlos Vieira de Melo; o delegado Marcos Buarraj Mourão; o diretor da FAAC, professor Marcelo Carbone Carneiro; representantes das seguintes entidades e instituições: “Consultório na rua”, Maternidade Santa Izabel, Grupo PET – programa profissionalizante composto por professores e alunos de educação física e psicologia da Unesp –, Projeto ‘O mundo que a gente quer’ (grupo reflexivo de apenas homens), Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Habilitação, Secretaria do Bem-Estar Social, policiais civis e militares, psicólogos e assistentes sociais, servidores do Tribunal de Justiça e  alunos da Unesp.

 

        Comunicação Social TJSP – JL (texto) / Divulgação (fotos)

        [email protected]

Fonte: TJ SP
Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *