Suspeito de estuprar crianças em igreja evangélica planejava fugir de Amparo, diz polícia

Suspeito de estuprar crianças em igreja evangélica planejava fugir de Amparo, diz polícia

O professor de religião suspeito de estuprar nove crianças em uma igreja evangélica de Amparo (SP) planejava fugir da cidade. De acordo com o delegado responsável pelo caso, foi identificado que Marcos Bueno Ribeiro, de 41 anos, poderia buscar refúgio em Santos (SP) ou em algum município de Mato Grosso do Sul (MS) após pais denunciarem crime à Polícia Civil, fato que acelerou o pedido de prisão temporária, cumprido na última sexta (20).

“Temos um relatório do setor de investigações, da quinta-feira (19), que ajudou a embasar a prisão. Pela gravidade das denúncias, o número de casos e a possibilidade de atrapalhar a investigação com a fuga, conseguimos o pedido de prisão temporária”, explica o delegado titular de Amparo, Fernando Ramon Petrucelli Moralez.

Responsável por conduzir os inquéritos, Moralez conta que até o momento pais de três vítimas formalizaram a denúncia contra o professor. Ao ser preso, Ribeiro confessou que abusou de oito vítimas – uma nona garota apareceu após ver a notícia da prisão do suspeito.

“Ele disse que abusava dessas crianças porque elas não tinha conhecimento, então elas não iriam delatar às famílias o que ele fez. Seria mais fácil ter o controle. Ele falava que naquela hora, naquele medo, tudo favorecia o silêncio”, disse Leise.

G1

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.