PF descobre milhões em contas da quadrilha que vazou mensagens de Moro e procuradores

PF descobre milhões em contas da quadrilha que vazou mensagens de Moro e procuradores

A Polícia Federal (PF) detectou movimentações milionárias em contas de envolvidos no esquema de vazamento de mensagens no aplicativo Telegram, trocadas entre o então juiz Sergio Moro e procuradores da força-tarefa, com o objetivo de desacreditar a Operação Lava Jato. Contas movimentadas inclusive, por um programador de Brasília, Tiago Eliezer, o Chiclete, preso quinta (19), na segunda fase da Operação Spoofing.

Após a quebra do sigilo bancário, de pessoas próximas a Chiclete, suspeitas de serem laranjas, a PF observou que elas movimentaram cerca de R$3 milhões, nos últimos meses, segundo revelou reportagem da revista semanal digital Crusoé.

Objetivo das investigações, é confirmar se Chiclete é o mentor de Walter Delgati Netto, o hacker conhecido como Vermelho, que invadiu os celulares de autoridades brasileiras, entre elas do ministro da Justiça Sergio Moro.

As investigações também apontaram que Chiclete é um renomado hacker na deepweb, o submundo da internet, onde costumam acontecer operações criminosas.

FONTE .DIÁRIO DO PODER

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *