ELEIÇÕES PAULÍNIA .2019

ELEIÇÕES PAULÍNIA .2019

O vereador Du Cazellato (PSDB) foi eleito neste domingo (01/09) como o novo prefeito de Paulínia. Ele tomará posse até o dia 4 de outubro. Os eleitores foram às urnas após a cassação dos mandatos de Dixon de Carvalho (PP) e Sandro Caprino (PRB), eleitos prefeito e vice-prefeito, respectivamente, nas eleições de 2016 por abuso de poder econômico e arrecadação ilícita de recursos na campanha.

O tucano ficou com 26,99% (13.119) dos votos válidos. Nani Moura (MDB) recebeu 23,06 (11.211) votos – o que impõe uma grande derrota a Edson Moura (MDB), chamado na cidade como faraó. Nani é mulher do ex-prefeito da cidade. Moura já conseguiu eleger vários candidatos no município, inclusive, seu filho, Edson Moura Jr (PSDB), que teve o mandato cassado.

O empresário Tuta (PPS) ficou com 19,51% (9.485) votos. O atual prefeito interino, Loira (DC) recebeu 11,39% (5.535) votos.

O novato na política, Capitão Cambuí, apoiado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, teve 8,97% (4.361). Coronel Furtado (PSC) recebeu 3,94% (1.913) dos votos válidos.

Já a servidora pública Angela Duarte ficou com 2,49% (1.212) votos. O petista e ex-vereador Custódio recebeu 2,17% (1.054) dos votos válidos. Marcelo Barros, do Psol, recebeu 723 (1,49%) dos votos.

Derrota para o PSDB estadual

A vitória de Du Cazellato (PSDB) impõe também uma derrota ao PSDB estadual – que tentou intervir e impedir a sua candidatura para a eleição suplementar. O Diretório estadual chegou a destituiu a Executiva local e convocou uma nova convenção. Du Cazellato foi à Justiça e conseguiu não apenas manter a convenção do PSDB da cidade como também cancelar a intervenção. Nos bastidores, o comentário era de que o deputado estadual Cauê Macris é que teria liderado a intervenção

Com informações BLOG UOL.

Jornal Digital do Brasil

Jornal Digital do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *