Polícia prende suspeito de matar mulher encontrada três dias após o crime; ele se ‘despediu’ em rede social

Polícia prende suspeito de matar mulher encontrada três dias após o crime; ele se ‘despediu’ em rede social

A Polícia Militar de Nova Odessa (SP) prendeu o suspeito de matar a mulher de 25 anos cujo corpo foi encontrado dentro de casa na tarde desta quarta-feira (7). De acordo com a Polícia Civil, ele era namorado da vítima.

De acordo com o investigador-chefe da Polícia Civil de Nova Odessa, Marcos Mella, o suspeito, de 22 anos, confessou o crime e disse que ela foi morta no domingo (4).

“O proprietário do imóvel suspeitou por conta do cheiro forte e chamou a Polícia Militar. Tínhamos nome e endereço do suspeito, que mora em Americana (SP). Ele foi preso em frente a casa dele”, explica Mella.

De acordo com a Polícia Civil, eles se relacionaram por cerca de dois anos. O namoro foi marcado por separações e, segundo a polícia, a vítima foi morta durante uma briga. “Ele é um cara muito forte. Disse que deu um mata-leão nela durante a briga, não foi um crime premeditado”.

Foi pedida a prisão temporária do suspeito, que aguardará por decisão de um juiz na cadeia pública de Santa Bárbara d’Oeste (SP). Ele responderá por feminicídio, segundo a Polícia Civil, e não tinha passagem pela polícia.

Texto de ‘despedida’

No perfil do suspeito de cometer o crime em uma rede social, há uma postagem de “despedida” para a vítima. No texto, que está acompanhado de uma foto dela, ele diz que não teve a chance de se despedir. A publicação recebeu centenas de comentários, alguns acusando o suspeito de tentar enganar as autoridades. A Polícia Civil confirmou que ele foi o autor da publicação e que disse que não imaginava que seria descoberto.

Suspeito de cometer o crime deixou 'despedida' para a vítima em rede social — Foto: Reprodução/Facebook

Suspeito de cometer o crime deixou ‘despedida’ para a vítima em rede social — Foto: Reprodução/Facebook

Corpo encontrado

A Polícia Militar encontrou o corpo da jovem dentro da casa onde ela morava, no Bairro Santa Rita 1, na tarde desta quarta, enrolado com uma toalha no pescoço.

Segundo o boletim de ocorrência, os policiais militares viram por uma janela a mulher caída de barriga para cima e a residência estava trancada. Eles falaram com o dono da casa, já que o imóvel é alugado pela vítima, mas ele não tinha chave.

A PM arrombou a porta e chamou a ambulância, que constatou o óbito. A Polícia Civil enviou um perito ao local e a morte vai ser investigada. O boletim de ocorrência foi, inicialmente, registrado como homicídio simples.

FONTE E CRÉDITOS G1

Roberto Torrecilhas

Roberto Torrecilhas

Diretor do Jornal Digital do Brasil , Líder Cristão , Casado , Pai , Apresentador do Programa Tamo Junto na TV Artes TV Cultura . Blogueiro , Atuante na defesa da Família, Jornalista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.